Açúcar de coco Açúcar de coco

Açúcar de coco – uma boa opção?

É cada vez mais evidente que o açúcar é um ingrediente pouco saudável e associado a diversos problemas de saúde, entre eles a obesidade, diabetes, doenças cardiovasculares, colesterol e triglicéridos elevados, síndrome metabólico e até cancro. Mas este doce pecado é difícil de afastar completamente das nossas vidas, e por isso surgem diversas alternativas para adoçar os alimentos, nem sempre mais saudáveis que o próprio açúcar. Muitos dos adoçantes artificiais, têm a vantagem de não ter calorias ou muito poucas, mas são muitas vezes produtos muito processados e nefastos à saúde.

Recentemente tem ganho fama o açúcar de coco, que embora já seja usado há muito no oriente, no ocidente só recentemente está disponível e mais acessível. Este açúcar é um adoçante natural, extraído do néctar da flor do coqueiro, através de um processo natural, por evaporação. Esta é já uma grande vantagem a favor deste açúcar.

Características nutricionais

O açúcar de coco não deixa de ser um açúcar, no que à estrutura química e calorias diz respeito, no entanto tem algumas características que o tornam uma melhor opção em relação ao açúcar branco.

Em primeiro lugar é um açúcar rico em fibra, em especial a inulina, uma fibra dietética com efeitos benéficos à saúde. A inulina atrasa a absorção da glicose, o que pode explicar o seu baixo índice glicémico. O índice glicémico é a velocidade com que cada alimento faz elevar o nível de açúcar no sangue. Quanto maior o índice glicémico, maior a quantidade de insulina produzida, o que faz com que mais rapidamente o açúcar seja armazenado nas células, podendo refletir-se em maiores picos de fome e acumulação de gordura no organismo. Os estudos* mostram que o índice glicémico do açúcar de coco é de 35, o que na classificação é um nível baixo, enquanto o açúcar de mesa (branco) é de cerca de 80 (elevado). A inulina funciona ainda como um prebiótico, muito benéfica para a flora intestinal, beneficiando a saúde do cólon, o metabolismo dos lípidos e até a imunidade.

O Departamento de Agricultura Filipino afirma que o açúcar de coco tem um conteúdo nutricional rico, como zinco, ferro, cálcio, potássio, ácidos gordos e antioxidantes. O açúcar de mesa é isento de nutrientes, fornecendo o que se designa de “calorias vazias”.

Consumo moderado

O açúcar de coco não sabe a coco, apresenta um travo adocicado de caramelo e assemelha-se em aspeto e cor ao açúcar mascavado. Pode ser usado como substituto do açúcar branco, para adoçar bebidas e receitas doces. Pode também ser aquecido e usado em bolos, doces e pudins.

Então podemos consumir este açúcar à vontade? Não!

Este açúcar tem de facto vantagens relativamente ao açúcar de mesa, mas, como foi referido, não deixa de ser açúcar. O que ele representa, é uma melhor opção relativamente ao açúcar branco e a outros adoçantes.

Deve, portanto, ser consumido com moderação. E uma vez que usamos açúcar e desde que não se consuma em excesso, o açúcar de coco é sem dúvida uma melhor escolha.

Referências:



Inserido em: 2015.03.19 Última actualização: 2015.03.20

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Autores > Cláudia Maranhoto
Outros alimentos