Grãos de quinoa Grãos de quinoa

QUINOA – a proteína vegetal completa

A procura crescente por uma alimentação saudável, na busca de uma vida com maior qualidade, tem trazido ao nosso conhecimento novos alimentos, muitos deles deveras surpreendentes pelas suas características de elevada qualidade nutricional. Entre eles destaca-se a Quinoa Real ou Quinua Real (Chenopodium quinoa Wild).

Este pseudo cereal (gastronomicamente pode ser consumido como um cereal, mas na verdade pertence à família Chenopodiaceae, à semelhança da beterraba, acelga e espinafre), de origem andina, cultivada em países como o Peru, de onde vem grande parte da quinoa vendida no mundo, é reconhecido como o alimento perfeito.

Como é comum com este tipo de alimentos, que agora (re)descobrimos, já era muito usada e apreciada pelas civilizações incas, que a consideravam um alimento sagrado, a que chamavam chisiya mama - “mãe dos grãos”.Flocos de quinoa

A quinoa, é uma super semente, com elevado poder nutricional, muito superior aos cereais mais consumidos, especialmente por ter um elevado teor proteico, com um perfil de aminoácidos essenciais completo, sendo a fonte proteica mais completa do reino vegetal. Ao contrário dos outros cereais ela não apresenta nenhum aminoácido limitante (quando comparado com o padrão da FAO/OMS), que normalmente é a lisina, a metionina ou o triptofano. A qualidade de uma proteína define-se não só pelo seu conteúdo em aminoácidos essenciais, mas também pela sua digestibilidade ou biodisponibilidade. A quinoa apresenta uma digestibilidade de 98%, quando os outros cereais não ultrapassam os 80%, por exemplo a do trigo é de 79% e do arroz de 75%. Estas características permitem afirmar que a quinoa é uma proteína de elevada qualidade nutricional. No que respeita ao seu conteúdo nutricional, a proteína representa cerca de 23% e os hidratos de carbono 72%, sendo maioritariamente amido e o restante de gordura, essencialmente insaturadas, os ácidos gordos linoleico (n-6) e linolénico (n-3).

É rica em ferro, cerca de 3 vezes mais que o trigo, rica em magnésio, fósforo e cálcio. Excelente fonte de fibra, de vitamina E, C, vitaminas do complexo B e polifenóis. Ainda em relação aos seus aminoácidos, o facto de ser rica em arginina e histidina, essenciais para os bebés, e em lisina, muito útil para os vegetarianos, faz deste cereal um alimento ótimo para todas as fases da vida, sendo também um meio muito saudável e único de enriquecer a dieta diária.

Outra importante característica é a de ser isenta de glúten, podendo ser consumida por celíacos e por pessoas com intolerância ao glúten. É de digestão leve, com gosto de nozes e pode ser usada cozinhada como o arroz, em sopas, sobremesas, papas, adicionada a batidos, cereais de pequeno-almoço e iogurte. Também para os desportistas representa uma excelente fonte de proteínas, contribuindo para o desempenho e recuperação muscular.

Por ser rica em lisina é importante na biossíntese de colagénio, elastina e carnitina. Importante também na imunidade. Como em qualquer cereal, estão presentes os fatores anti nutricionais, como os fitatos e as saponinas. Para diminuir a sua concentração deve-se demolhar o cereal ou lavá-lo muito bem em água fria corrente.

Não é por acaso que é considerado “o alimento perfeito” pelas Nações Unidas e a OMS a considera um alimento único pelas suas características nutricionais. Na década de 90, os astronautas da NASA propuseram-se encontrar o melhor dos grãos, o mais completo, para poder ser enviado em voos a Marte ou distâncias mais longas, e o eleito foi a quinoa.

Não restam dúvidas de que este é um alimento a incluir na mesa de todos os que pretendem uma alimentação saudável, rica nutricionalmente e variada.



Inserido em: 2015.11.06 Última actualização: 2015.11.06

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Autores > Cláudia Maranhoto
Cereais e Sementes