Azeite e pão no prato. Azeite e pão no prato.

Azeite, ouro líquido!

A sabedoria popular costuma dizer sobre quem é muito inteligente, “parece que bebe azeite”. A expressão espelha bem as suas qualidades. Esta gordura, umas das mais saudáveis que podemos encontrar, é um alimento com caraterísticas muito benéficas à saúde. O azeite é dos alimentos mais representativos da dieta mediterrânea, considerada um padrão alimentar associado à diminuição do risco cardiovascular, obesidade, síndrome metabólico, hipertensão e diabetes tipo II.

Existem diversos elementos na composição do azeite que o tornam um alimento extraordinário, de elevada qualidade nutricional. Poderíamos referir a qualidade das suas gorduras, que ajudam na diminuição da gordura abdominal, que são benéficas para os diabéticos, combatem o “mau” colesterol, falar da sua utilidade na cozinha, das suas imensas variedades. E muito há a dizer sobre estas questões, mas hoje falamos sobre o seu forte poder antioxidante associado à vitamina E.

 

Antioxidante, combate envelhecimento e cancro

A vitamina E é uma vitamina essencial que tem diversas funções no organismo. Entre elas, o seu potente poder antioxidante, que lhe confere efeito protetor contra o cancro, por combater os radicais livres. A designação radical livre refere-se a moléculas altamente reativas produzidas no nosso corpo, que se não forem neutralizadas têm forte efeito prejudicial no organismo, provocando alterações e danificando as células (oxidação), podendo originar diversas doenças como as neurodegenerativas, cardiovasculares, cancro e envelhecimento precoce.

Sabe-se atualmente que o meio ambiente (poluição, stress, drogas, tabaco, má alimentação), exerce grande influência na acumulação de radicais livres no organismo e por isso as recomendações de saúde apontam para as vantagens de uma alimentação saudável no combate aos radicais livres e os seus malefícios.

 

Funções da Vitamina E

Esta vitamina reforça o sistema imunitário, aumentado de forma notável a proteção contra infeções. É importante na produção dos glóbulos vermelhos, para a função hormonal e fertilidade. É um regenerador dos tecidos e fortificante das fibras de colagénio da pele. Ajuda na força e resistência muscular, e participa na prevenção de doenças degenerativas como a artrite. Tem, por todas estas características, capacidade anti envelhecimento.

 

O Azeite na alimentação

O corpo humano absorve melhor a vitamina E dos alimentos do que a proveniente de suplementos. Consumi-la através do azeite é a forma mais fácil que o nosso corpo tem para a absorver, aproveitando todos os seus benefícios. Uma colher de sopa de azeite fornece cerca de 1,94mg de vitamina E, o que representa 13% das necessidades diárias para adultos.

As orientações dietéticas para uma alimentação saudável recomendam a diminuição do consumo de gorduras saturadas e o aumento das insaturadas, como o azeite. Tente substituir a manteiga que usa no dia-a-dia pelo azeite. Pode experimentar barrar no pão ao pequeno-almoço - por muito estranho que possa parecer, foi usado dessa forma durante muitos anos antes dos produtos industrializados dominarem o mercado. Adicione azeite nas suas saladas, na sopa e na confeção dos alimentos. A gordura do azeite é das que suportam maiores temperaturas sem se alterar, o que a torna um bom aliado na cozinha. Pode também usar como aperitivo, fazer azeites aromáticos adicionando-lhe ervas como tomilho, orégãos, manjericão, pimenta, alecrim, etc., e saborear, molhando pão na mistura.

 

Qualidade do azeite

A qualidade do azeite é determinada pelo processamento que lhe é aplicado, sendo que o de maior qualidade é o azeite extra virgem. Para receber essa denominação, segundo os padrões da União Europeia, a acidez deve ser menor que 1%. Este processo de extração do azeite influencia o poder antioxidante. O azeite extra virgem tem a maior quantidade de vitamina E e de compostos fenólicos (também com efeito antioxidante). Para ter uma ideia, o azeite extra virgem tem cerca de 400 compostos fenólicos, contra os cerca de 80 do azeite refinado. Quanto menor a concentração de vitamina E e compostos fenólicos do azeite menor a estabilidade do produto.

Quando comprar o seu azeite pense nele como um aliado da sua saúde e procure escolher atendendo à qualidade, pois estará a fazer um bom investimento.

Bom apetite!

 

Referências:

 



Inserido em: 2013.06.04 Última actualização: 2013.07.09

Comentar printer     E-mail   Facebook F

Autores > Cláudia Maranhoto
Outros alimentos